Weblogs e informações de soldados e iraquianos

Abaixo, uma pequena lista (a ser renovada) de blogs de soldados norte-americanos no Iraque. Vários deles já foram publicados em livro. Outros, ainda, já retornaram aos EUA. 
Para além dos jornalismos estilo ‘Fox News’, é interessante acompanhar tais discursos, suas minúcias, detalhes, e justificativas. Já li, por exemplo, sobre o espanto desses soldados estarem em um país no qual os próprios cidadãos não seriam "capazes" de cuidar de seus "próprios problemas". Ou ainda, relatos de visita à "morada" do personagem bíblico Abraão, ou testemunhos religiosos, ou considerações sobre política. Nisso tudo, é interessante também certas tomadas do filme Control Room.
 
Considerando o outro lado do conflito, as vozes mesmas nos chegam sempre de modo mediado, indireto. Poucas e escassas são as referências. Geralmente, já carimbadas sob as perspectivas e motivos da coalisão. Dos insurgentes, aparecem algumas imagens, como as do franco-atirador Juba (parece que o youtube já liberou as imagens, antes bloqueadas). O significado, sempre remetido não a motivos ou circunstâncias políticas, mas a como os insurgentes conseguem reagir, criando uma espécie de força contrária ao controle externo. 
 
Insistindo nas buscas sobre blogs iraquianos feitos por gente do Iraque, não há muitos e grandes pontos de apoio. A começar pela língua e pela escrita. Deve-se garimpar bem. O Iraqblogcount tenta reunir vários deles, escritos também em inglês. O Healing Iraq é outro blog iraquiano muito visitado, sob o ponto de vista de um dentista. Reúne também links de vários outros blogs locais.
 
Esse "outro lado", composto de civis, é ainda mais ”interessante” (com muitas aspas) de acompanhar. Estão no meio do fogo cruzado. Relatos dramáticos, como o de Aunt Najma, impressionam. Como seria bom se tais vozes fossem pesadas na balança como verdadeiramente ativas.
 
***
 
Snipers e Filmes.
 
Algum tempo atrás circularam vídeos no youtube a respeito de um grupo de franco-atiradores ("snipers") iraquianos denominados como "juba" (informação recebida aqui). De início, os vídeos foram retirados, e acessíveis apenas por vias alternativas. Agora, vários deles constam no youtube (como esse, esse, e esse da CNN).
 
O grupo (ou indivíduo) insurgente "juba" tornou-se notório, a ponto de também no youtube aparecerem vídeos em tom cômico, comparando snipers norte-americanos com iraquianos.
 
Para além desses vídeos, outras páginas e fontes mediáticas pululam no site. Por exemplo, um grupo chamado "Exército Islâmico do Iraque" (noticiado pela Al Jazeera) assina vários deles. Outros usuários, como o Islamic Media of Iraq, criam páginas com vários recursos.
 
Já os vídeos dos norte-americanos são mais acessíveis e numerosos. Um detalhe surpreendente são as armas. Desde rifles de longo alcance destruidores e gigantescos, até metralhadoras de controle eletrônico (link do Movv) acopladas em veículos (dispensam um indivíduo operando a arma, na torre do veículo). 
 
Retornando às informações "insurgentes", vale mencionar um filme recente, considerado a produção turca mais cara já feita. Chama-se "Kurtlar Vadisi Iraq" (Vale dos Lobos – Iraque), e trata da história de um soldado de elite turco que busca vingar um amigo, humilhado num incidente entre EUA/Turquia. No filme, várias cenas que lembram fatos reais (como Abu Ghraib), e temas caros aos árabes, são valorizadas.
 
Pesquisa de livros, videos e outros recursos sobre Iraque

Anúncios

4 comentários sobre “Weblogs e informações de soldados e iraquianos

  1. Imagino que pode haver muita coisa interessante nesses links, do ponto de vista o registro histórico mesmo, mas com um ponto de vista diferente.
    Seu post me fez lembrar de de um blog de que gosot muito; não é de política, mas de arte, trata-se de um ilustrador libanês que posta sua arte. Os temas são os mais diversos, já até vi referência a conflitos ali, mas o blog não tem esse enfoque. Vale conferir: http://mazenkerblog.blogspot.com/

    Re: Oi Renata!
    É um blog muito legal mesmo, inclusive já comentamos sobre ele por aqui
    bom revê-la por aqui!!
    abração,

  2. As imagens do “Juba” (haverá mesmo apenas um “Juba”?) são cruéis, mas imensamente expressivas quanto aquilo que é hoje efectivamente o Iraque… Foram proibidas nas TVs dos EUA, o que em si mesmo também é muito expressivo das formas de censura mascaradas de auto-censura que hoje são comuns nos Media “oficiais” (isto é, além da Blogoesfera)…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s