3 sobre o sol

(1) Um novo estudo científico concluiu que mudanças na atividade do Sol não podem estar causando mudanças climáticas no mundo moderno.

Ele mostra que nos últimos 20 anos a atividade do Sol diminuiu, embora temperaturas na Terra tenham aumentado.

O estudo mostra ainda que as temperaturas modernas não são determinadas pelo efeito do sol em raios cósmicos (um tipo de radiação emitida por estrelas e galáxias), como foi alegado.

Em outras palavras, corroboram-se as teses do Sr. Tut-Tut: é atividade humana mesmo.

 (2) O mundo poderia viver uma escassez de petróleo em apenas cinco anos se a demanda pelo produto continuar subindo nos mercados emergentes e o cartel dos principais produtores, a Opep, continuar reticente em relação a produzir mais combustível.

(…) A produção já tem caído em áreas como o Golfo do México e o Mar do Norte, porque, segundo López, as explorações já estão em seu estágio "maduro e declinam naturalmente".

O especialista aponta que o mercado petroleiro teria de enfrentar gargalos neste momento e no futuro.

Neste momento, o problema seria harmonizar o nível de oferta de combustível com o nível de demanda, acelerada sobretudo pelas "quantidades maciças" consumidas pela China e outros emergentes.

É que o principal cartel produtor, a Opep, tem hesitado em aumentar a produção, demonstrando receios em relação aos prospectos da demanda futura.

 Em outras palavras, em um mundo capitalista ainda dependemos de cartéis; e mais do que nunca, de petróleo.

(3) O Iraque pode ter quase o dobro de reservas de petróleo do que se imaginava antes, segundo um estudo independente de seus recursos, o maior já realizado desde a invasão americana em 2003, divulgado pelo jornal britânico Financial Times.

Se esta nova quantidade de petróleo for confirmada, o Iraque sai do terceiro lugar mundial em reservas, com 116 bilhões de barris, para o segundo lugar, atrás da Arábia Saudita e ultrapassando o Irã.

A potencial presença de 100 bilhões de barris de petróleo a mais nos desertos do oeste destaca a oportunidade para o Iraque ser um dos maiores fornecedores de petróleo do mundo e atrair grandes companhias, se os conflitos internos forem resolvidos.

Em outras palavras, sem querer querendo, a invasão "libertadora" pisa em ouro negro – e em dobro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s