Como obter um emprego público na mamata

img469/7999/pic242ciu8.jpg
Diante de recentes denúncias da putaria dos Cargos Comissionados, no Paraná, não custa montar um pequeno roteiro sobre como obter um emprego público de assessor, sem pré-requisitos prévios (nem um cérebro):
 
1) Invista, desde cedo, em contatos políticos, não em competência. "Política", nesse sentido, não quer dizer vida pública. No Brasil, são redes de influência que contam para a obtenção de um emprego. A competência fica sempre em segundo lugar, quando não se pode colocá-la em último.
 
2) Afilie-se em algum partido: Mas lembre-se que não se pode entrar em qualquer partido político. Dê preferência àqueles com grandes empresários, radialistas, comunicadores, enfim, os partidos dos peixes grandes. Partidos que sempre viram a casaca, por exemplo, são os mais propícios.
 
3) Dê preferência ao poder local. Para quê aliar-se a projetos ideológicos, por exemplo, quando se tem um grande fazendeiro ou empresário no comando local? Se foi eleito, e é situação, dinheiro é o que não falta para que seja eleito novamente.
 
4) Saiba localizar a malandragem. Nem todo político é malandro. Mas um bom e fácil emprego público pode ser obtido por bons malandros que comandam o país. Aliás, não é necessário ter contato direto com um parlamentar, por exemplo. Basta ser costa quente de um dos assessores. Sempre há uma cota de cargos comissionados, de salários médios até astronômicos, e um deles pode ser seu.
 
5) Dê provas de fidelidade. Para receber o tão sonhado emprego, seja fiel aos políticos-chave. Tenha a consciência de que, em algum momento, você poderá servir de boi de piranha. Mas esse perigo pode ser evitado, com uma boa dose de puxa-saquismo, misturada com outra de bons serviços prestados ao patrimônio… do político. 
 
6) Pague sempre o "dízimo". Muitos cargos comissionados servem para arrecadar dinheiro para os mais diversos fins (campanhas eleitorais, por exemplo). Você receberá parte do salário, e outra parte ficará com o seu bem-feitor. Mas isso não é problema algum, já que basta não fazer nada, para que todo mês caia um dinheirinho (ou dinheirão).
 
7) Tenha exemplos. Maluf e Clodovil são ótimos exemplos da obtenção de privilégios sem qualquer necessidade de competência. Mas outros políticos são bem mais exemplares: conseguem até mesmo passar um ar de competência, quando na verdade não fazem nada. Pense na quantidade de pessoas, durante tantas décadas, que frequentaram o Planalto. Agora, veja quanto o Brasil evoluiu, nessas mesmas décadas. É isso.
Anúncios

6 comentários sobre “Como obter um emprego público na mamata

  1. O Sr. Pimenta observou bem… logo virará cartilha de partido politico, é bom registrar logo…

    Normalmente eu dou risada com esses absurdos… mas hoje deu vontade de chorar… de raiva! ah, se deu…

    beijos

  2. É a mais pura expressão da realidade.
    Mas, será que ainda dá tempo de conseguir um tão sonhado emprego público? Ou é melhor se colocar em algum partido e se eleger deputado estadual e conquistar uma senhora aposentadoria?

    Dá nojo!

    Renato

  3. É, Renato, Marcio e Marcela,

    O negócio é fazer força pelos concursos, e extinguir esses cargos nomeados.

    Quanto à “cartilha” dos políticos, será que esses ensinamentos não são tácitos, indicados já por tapinhas nas costas?

  4. Poxa muito bom o artigo, parabéns mesmo, deu vontade até de copiar, hahahaha, muito bom cara, é a realidade! Infelizmente.

    RE: Oi Maré,
    Pode copiar à vontade, mencionando a fonte, ok?
    abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s