Livros

Soube do lançamento de alguns livros muito interessantes. A última referência, em especial, é para mudar toda a Realidade (;))

 

1) Lógica e Forma de Vida (pesquisa de preços): Trata-se da tese de doutorado de Alexandre Machado sobre Wittgenstein. Recebeu o prêmio de melhor tese de 2004, pela Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia. O livro é sobre o conjunto da filosofia de Wittgenstein. Mais informações podem ser encontradas no blog de Alexandre Machado, especialmente nesse post.

 

2) Arqueologia dos Prazeres (pesquisa de preços): Escrito por Fernando Santoro, o livro detém-se em várias noções antigas relacionadas ao prazer, às culturas de si, e à felicidade. É o resultado de um curso de extensão apresentado pelo autor. Pequeno review: "O livro expõe os princípios e argumentos das disputas pelo valor dos prazeres entre os filósofos gregos, sobretudo Sócrates e seus discípulos. Capítulos: Mitologia, Fisiologia, Erística, Erótica, Catártica, Dialética, Eudemonia e Terapêutica". Parece correlacionar algumas noções presentes no último Foucault, com pesquisa direta de filosofia antiga.

img406/425/64th3.png

3) História da Província de Santa Cruz, que vulgarmente chamamos Brasil (pesquisa de preços): Esse livro – um dos primeiros relatos sobre o Brasil – resultou em dois pequenos textos do Catatau, lembram? Um, sobre o "monstro marinho" que apareceu no Brasil em 1564; outro, sobre a "vulgaridade" de chamar esse lugar de "Brasil". Pois o livro – disponível on-line (vide posts) na Biblioteca Nacional – saiu pela Jorge Zahar. Parece que essa edição adapta o português para a atualidade. Conservaria também as figuras?

4)  Livros do Leandro: Dizem que outras pessoas detém a chave da existência, do universo e tudo o mais. Mas depois do lançamento dos livros do Leandro, não restará pedra sobre pedra. Pelo menos até o último livro de suas obras completas, o Ascendendo à Luz 😉

 ***

Mais duas observações:

Preços de Livro

Não é novidade que o mercado editorial brasileiro não corresponde à realidade dos brasileiros. Hoje fui a um lugar onde os livros (novos) estavam com 50% de desconto. Maravilha! Mas com apenas uma questão: alguns sebos cobram igual, e sempre!

Em vários casos, salta aos olhos como um livro estrangeiro é mais barato do que o nacional. Não me refiro ao importado, estratosfericamente sobretaxado.  Mas ao preço que o gringo paga, relativo ao preço dos livros brasileiros. Um exemplo recente é o ‘A Grande Guerra pela Civilização‘, de Robert Fisk, como mencionamos: enquanto a edição brasileira custa, em média, 120 reais, a edição original custa em alguns lugares 55 reais! 52 reais!

Outro exemplo são vários tipos de obras publicadas no exterior, como obras completas, ou títulos publicados em papel mais barato. O livro deixa de ser um objeto de ostentação, e se torna o que é: um livro. 

Moral da história: o gringo, que já ganha mais, paga relativamente menos.

 

Oportunidades de publicar um livro

Como todos sabemos, publicar um livro é relativamente fácil. Difícil é publicar um bom livro. Para publicar um livro, muitas vezes, basta ter os contatos certos, e jogar a qualidade no lixo. Mas para publicar um bom livro…

Nesse contexto, o  ‘Na minha Rolleiflex‘ divulgou um link muito interessante, sobre editoras que confeccionam e imprimem livros apenas sob demanda. Um excelente recurso para o mercado editorial, e oportunidades para novos autores. Os livros são impressos não sob tiragem, mas por encomenda. Isso favorece tanto a divulgação dos autores (pela internet, por exemplo), quanto barateia o processo editorial.

***

Ufa… Voltamos ao ar

O Catatau ficou fora do ar por mais de um dia. Estava viajando, e quando cheguei, cadê o blog?

Pesquisei para saber a respeito no fórum do blogsome, e nada. Apenas um tópico de outro blog, que foi deletado por ser ‘made for adsense’, e por copiar material. Teriam deletado o Catatau por isso também? Caso sim, só tenho a protestar por gesto tão arbitrário.

Depois, começaram tópicos de outros blogs deletados. Tentei explicar a situação, pois os administradores nem sequer advertiram, avisaram, sobre nada.  

Por fim, voltamos ao ar. Com uma boa dose de insegurança. Não foi a primeira vez que isso aconteceu, e imediatamente já procurei outro servidor. Gosto muito do blogsome, é uma plataforma quase perfeita, confere plasticidade quase total ao administrador. Além do mais, é gratuita. Um maravilhoso empreendimento, nesses tempos em que quase tudo tende a ser pago. Espero apenas que os administradores aperfeiçoem suas avaliações!

Sigamos! 

tags: livro livros bibliografia filosofia historia do brasil mercado editorial blog blogs blogsome

Anúncios

6 comentários sobre “Livros

  1. hahahah, ótima lembrança!

    Eu não recordava desse “Ascendendo à luz”, ficou nas trevas do inconsciente. Ainda bem que você o resgatou, logo vou fazer uma capa comemorativa!!! (tinha um outro ainda em que eu ia ligando várias palavras incompreensíveis, mas este vai ficar no esquecimento mesmo)…

    Obrigado pela parte que me cabe!

    RE: hehehhehehe
    Isso tudo, até reunirem as obras completas, né?
    Já pensou a respeito?
    abração!

  2. hahahaha

    Os livros do Leandro são os melhores hehehehe

    Por coincidência estávamos discutindo a questão dos preços dos livros outro dia na especialização que faço (hehehe). Concordo plenamente contigo: acho muito caro o preço dos livros do Brasil. Uma das coisas que estávamos comentando era justamente o fato de que na Europa é comum saírem livros em versões mais baratas e aqui no Brasil dificilmente isso acontece.(Alias, a companhia das letras está com uma Coleção de Bolso, que barateou alguns livros.) Lembro de ter defendido essa postura há algum tempo em um post no blog do Leandro em que ele falava para professoras do interior comparar livros… Para quem ganha 500 reais por mês e tem que criar um filho, 30 reais faz diferença.

    Eu sempre peguei livros nas bibliotecas. Gosto demais de ler, e se fosse ter que comprar livros não leria nada nunca, ou leria muito, muito pouco. Hoje a internet facilita o acesso a livros também. Vários sites mantém disponíveis catálogos de obras clássicas que podem se consultadas por qualquer um com um computador com acesso a internet. Acho isso fantástico.

    Sai do assunto né? rs

    Beijos

    RE: Acho que não, vc está bem no assunto. Por exemplo, você toca diretamente em como a pirataria no Brasil é incentivada: não se pode consumir, ao mesmo tempo em que somos incitados ao consumo, em que apenas se é alguém quando se consome…
    E você toca também no assunto de como o livro por aqui é uma espécie de luxo. Quem ganha 500 reais não compra livros; quem vai à biblioteca nem sempre encontra uma BOA biblioteca, com os títulos que busca. Existem, ainda, aqueles que lêem tão pouco que a relação com as bibliotecas fica ‘disjuntiva’: não leio, e a biblioteca não tem ítens que me atraia, e assim por diante…
    bjs,

  3. Eu pensei que tivesse deletado/desistido do blog.
    Dá uma olhada nesse site: http://wordpress.com
    É gratuito e bom.

    RE: Oi Priscila!
    Quase fui para o wordpress.com, mas pensando mesmo em um host próprio! Cheguei até a quase comprar créditos deles para outros serviços. De fato, os serviços são muito bons!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s