De longe e de perto

Estava já há algum tempo com uma série de artistas que gostaria de apresentar aos leitores. Compilei tudo em um post (daqui por diante talvez fique assim). Vale muito a pena conferir cada um.

Mais abaixo, um texto sobre blogs. 

Sônia Barreto 

Sonia Barreto mistura com grande beleza elementos barrocos, renascentistas, e temas atuais.

Muito interessantes: as remissões a Brueghel; o modo como os personagens brincam com o espaço da pintura; a presença dos livros e mesas, com representações saltam de seu espaço, e interferem na "realidade" representada; e também elementos do Brasil. [recomendação da Marcela]

 

img243/3699/carnivalscenefg5.jpg

Trompe-l’oeil é uma técnica artística que, com truques de perspectiva, cria uma ilusão óptica que mostre objetos ou formas que não existem realmente. Provém de uma expressão em língua francesa que significa engana o olho e é usada principalmente em pintura ou arquitetura.

Embora a expressão tivesse sua origem no período barroco, onde os artistas a usavam muito, a técnica em si era antiga, já conhecida dos gregos e romanos, e utilizada em murais, como por exemplo os de Pompéia, onde o típico mural trompe-l’oeil mostrava uma janela, porta ou corredor, com a finalidade de visualmente aumentar o aposento.

Com o superior entendimento das técnicas de desenho e perspectiva alcançados após o Renascimento, os artistas passaram a usar essas técnicas em seus trabalhos, explorando os limites entre imagem e realidade.

 

img243/3809/q222bla4.jpg

 img243/1495/brasilcx6.jpg

 

Nicéas Romeo Zanchett

O Nicéas comentou no Catatau nesses termos:

O artista plástico Nicéas Romeo Zanchett está liderando o movimento artístico em prol da arte e da cultura brasileira.
Seu objetivo e criar um evento anual com o nome de SEMANA DE ARTE CARIÓCA na cidade do Rio de Janeiro. Vai reunir escritores, poetas, artistas plásticos, artesãos, atores e atrizes numa semana de festa dedicada a arte e a cultura brasuleira.
Ele já conta com o apôio do Prefeito e do Secretário de Turismo da cidade.

Entretanto, não deixou nenhuma referência de onde encontrar seus trabalhos, ou informações sobre seu trabalho.

Buscando mais sobre esse artista, encontrei seu "Museu de Arte Erótica", vinculando várias pinturas e esculturas.

 

Anzilov

link: anzilov.com

Outro fotógrafo bem presente no Catatau. Fotos formidáveis! 

A imagem “https://i0.wp.com/www.anzilov.com/im/c.b-w.92.44.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

 

 Jogos de mesa russos do século XIX

img369/686/game73ct3.jpg

Exposição da Livraria Nacional da Rússia. Impressiona o número de detalhes dos tabuleiros.

 

 Aurelien Foucault  – Fotografias 

Visuais de outros espaços (seriam ‘espaços outros’? ;))

 

 Museu dos piores quadrinhos do mundo

link: geocities.com/nenslo

 

Demorei um tempão para postar esse. Dica do MC. Para fazer frente aos piores, você compraria um Action Comics n. 1 por 50 mil dólares? Há quem compre

 

Desiree Palmen

Comentamos sobre Desiree Palmen aqui

 
img207/7783/jerusalemnongn8.jpg
 
img207/5325/boekenkastem8.jpg
 
img251/9494/zebratn2.jpg
 
Serwan Baran  

link

Um pintor iraquiano que nos brinda com belas imagens, do real ao abstrato.

 img452/1673/10qd6.jpg

 

img452/6683/08uy1.jpg

 

 ***

De novo os blogs

O Catatau saúda o Inagaki por 5 anos de blog. Parabéns!

Nisso, penso que 5 anos é uma data muito interessante. Mais ou menos quando a web "dinâmica" apareceu, e começou a se popularizar. Na época, eu não tinha mais computador, nem internet. Pouco assistia até TV. A vida se resumia a procurar emprego, e estudar para tentar suprir o desemprego. Essa é a "vida real" de muitos estudantes. Quando se é pego "pela barriga", torna-se difícil conseguir tocar as outras coisas. A vida se comprime, até que tenha chances de crescer novamente.

Mas voltemos aos blogs. Em torno de cinco anos atrás é interessante ver que, junto aos inúmeros blogs de menininhas escrevendo sobre suas vidas, existiam empreendimentos como o do Inagaki. Eu até arriscaria mais: o nascimento dos blogs, e empreendimentos como esse, assinalaram uma passagem muito interessante na mídia brasileira.

Antes deles, haviam vários escritores de página, de html "duro". Escritores do Trypod, do Geocities, do CiudadInternet, e várias outras coisas do gênero. E me parece que eles continham o espírito daquilo que hoje ainda carregam os blogueiros mais entusiastas. Refiro-me, particularmente, a pelo menos umas 5 páginas. 

As principais delas, a meu ver, seriam o Passenger, o Tristessa, e o Informarte. O que unia os 3 sites era sempre um diálogo constante, um salto para além das relações cotidianas, e implicado nisso, um grande e recorrente elogio ao hipertexto. Vale ler essa entrevista do Passenger, de 1997. Em jogo, está a distância e a proximidade entre as pessoas, gerada pela internet; suas possibilidades revolucionárias (escritas muito antes de Hakim Bey existir); suas possibilidades de agenciar conteúdos e pessoas; a capacidade das hierarquias se dissolverem, e voz ativa ser conferida a qualquer pessoa, e assim por diante.

Duas outras páginas eram várias: de um lado, o conjunto de páginas (creio que não constam todas) de Marcelo Bolshaw Gomes, bem como suas preocupações, geraram boas doses de reflexões sobre a Rede. Também, seu livro, intitulado "Um Mapa, uma Bússola". Outra página era o protótipo do que hoje se tornou o site "O Estrangeiro". Deve estar lá nas profundezas do internet archive.

Com os devidos cuidados, não é inútil dizer, e ainda o Catatau ousaria afirmar: essas idéias ainda permanecem bem vivas!

tags: blog blogs hipertexto internet barreto zanchett anzilov aurelien foucault hq quadrinhos gibi piores do mundo palmen serwan baran

 

Anúncios

7 comentários sobre “De longe e de perto

  1. O Catatau hoje está cheio de cultura! Há muito mais que ver do que comentar neste momento.

    Abraços!

    RE: Salve Marcio!
    Espero que várias vinculações sejam mais produtivas ao leitor. Poxa vida, um exemplo é o Iman Maleki. Ficou famoso pelo Brasil via web, e tal. Mas e outros pintores, como a Barreto e o Serwan Baran? Não são, no mínimo, tão bons quanto? Daí reunir vários: talvez recebam maior visibilidade…
    abração! E hoje, de fato, foi um very “beautiful day!” 😉

  2. Valeu pela citação, Catatau! Gostei muito, em especial das ilustrações Trompe-l’oeil. Aprecio bastante essas ilustrações que brincam com farsas. 😀

    RE: Gotcha!!
    Bom revê-lo por aqui!
    abração,

  3. Olá Catatau!

    As indicações são fantásticas! Fico feliz que tenhas gostado das obras da Sonia Barreto, e ainda mais: que tenhas pesquisado para trazer algo a mais para nós! Muito bom!

    É… 5 anos é muito tempo na net… na verdade mesmo fora dela é bastante tempo! O meu blog completa 4 anos no final do ano. Não fez nem meio por cento do que o Ina alcançou com o seu blog (ou o que o Catatau tem feito neste seu pouco mais de um ano de vida, certo?), mas, caramba, como tem história!

    Beijos e boa semana

    ps.: comentei um post outro dia com um poema do Quintana, mas saiu anonimo… hehehe só para constar era essa sua habitual comentadora… rs

    RE: Eu vi que era você no comentário, Marcela! Temos alguns leitores de Quintana que são também leitores do Catatau (ahá!), mas talvez pela escrita havia suspeitado do teu comentário.
    Vixe, acho que o Inagaki talvez pescou bem alguma coisa que rola no Catatau: é um imenso trompe l´oeil… ;)))
    4 anos também é tempo, né?
    bjs,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s