Quem sabe guardar pra si

 https://i2.wp.com/img263.imageshack.us/img263/7293/avatarsm9.jpg

Sempre nas noites do campo,
Onde as almas andam inquietas
E a inspiração dos poetas,
Vai muito além de um olhar.
Surge nas sombras cansadas,
Do fogo que ainda insiste,
Uma lembrança que existe,
Pelos cantos do lugar.

Quem sabe guardar pra si,
Silêncios de um fim de tarde,
Tem Quero-queros de alarde,
Pra anunciação de quem vem.
Desenha sombras pra alma,
Mesmo que a alma não queira,
Pois sabe guardar inteira,
As saudades que se tem.

Luiz Marenco – 

Anúncios

4 comentários sobre “Quem sabe guardar pra si

  1. oigalê Catatau!
    Não é sempre que algum blogueiro de renome me faz um agrado desse!
    Marenco e suas coplas são sempre “colírio” pros nossos ouvidos!!!
    Seguimo pealando e peleando…

    RE: …”cantando milongas, com assobios pelo meio”
    😉

  2. Como eu amo isso. O Luiz Marenco consegue expressar muito emoção quando canta e isso compensa os seus deslizes técnicos. Além do que, seu repertório é ótimo recheado destas letras que falam por si.

    Essa que você postou, caramba, que música!

    um abraço gaudério

    RE: Opa, que tipo de deslizes o Marenco comete?
    Agora, quanto às letras…
    bjos,

  3. Ah, nada de mais, coisa de gente crica como eu rs. Ele costuma cantar em falsete, e tem mais alguns cacoetes neste sentido. Como disse, pequenos deslizes, mas que não impedem que a sua música seja tocante e linda.

    Mais uma coisa: o reader está pegando umas atualizações do Catatau do de.li.ci.us. Desde de ontem isso.

    Um abraço

    RE: É verdade, atualizei o reader para que esses links também fossem enviados. Será que fica legal?
    abração,

  4. vou testar um pouco este novo molde, depois dou minha opinião, ok?

    hahahaha um dos links deu para o curta que é um desenho desnimado do Christian Caselli. Para mim o melhor curta deste diretor. Tive a oportunidade de vê-lo na tela grande durante a 9º Mostra Londrina de Cinema. Outros curtas da mostra que chamaram a minha atenção foram:
    “Silêncio” (MG, fic, p&b, 17 min, 35mm, 2006), de Sérgio Borges
    “Saliva” (SP, fic, cor, 15 min, 35mm, 2007), de Esmir Filho
    “Moradores do 304” (MG, ani, cor, 15 min, mini-DV, 2007), de Leonardo Cata Preta
    “Paralelos” (BA, fic, cor, 15 min, 35mm, 2007), de Alexandre Basso
    “Vida Maria” (CE, ani, cor, 8 min, 35mm, 2006), de Marcio Ramos

    todos valem a pena serem vistos (ainda mais porque são curtinhos rs)

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s