Illan Pappé e o debate brasileiro

Vale muito ler a resenha de Daniel Lopes ao livro de Ilan Pappé, The Ethnic Cleasing of Palestine [pesquisa de preços].

 Lendo a mídia main stream do Ocidente fica-se com a impressão de que o que ocorreu na década de 40 do século passado foi a criação de um país para os judeus numa terra quase ou completamente desabitada, pronto para conviver em paz e harmonia com o povo palestino, se apenas este assim desejasse. Com o passar dos anos, ainda segundo a lenda, por estarem as nações árabes cheias de “anti-semitas” prontos a perpetrarem um “segundo Holocausto”, o inocente país judaico teve que se armar e, imediatamente após, começar a praticar atos bélicos – unicamente em legítima defesa. Esse engodo de “uma terra sem povo para um povo sem terra”, claro, não floresceu à toa no imaginário do Ocidente cristão.

Talvez a resenha do Daniel seja uma das primeiras em terras tupiniquins, dentro de recente proposta do "clube de leituras" do Biscoito.  

Sobre esse livro, em outra oportunidade vinculamos resenhas, referências e entrevistas com o autor.

Vale a pena acompanhar a resenha junto com o pequeno documentário The Road to Palestine, de Robert Fisk. Ressonância com vários movimentos do texto do Daniel.

Anúncios

Um comentário sobre “Illan Pappé e o debate brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s