Amizade, real e virtual

Em tempos de relações flutuantes, o Ricardo DC escreveu um post sobre amizades reais e virtuais.

que certas palavras sejam um pouco menos desvalorizadas, que retomem a sua capacidade de dizer, um dizer que se esvazia a todo instante em que as repetimos como papagaios, pronunciando-as porque todos assim o fazem, mas sem ter idéia se é aquilo que de fato queremos dizer. 

Ele se refere à seriedade dada às palavras, nas relações fraternais, e nos compromissos afirmados. Para completar,

se essas mesmas relações podem e não saem do âmbito virtual, algo elas têm de deficiente, em se tratando de amizades, devo enfatizar. É como se algumas relações tivessem um trajeto a seguir, com uma série de escalas que, se não forem cumpridas, fazem correr o risco de que se perca o principal, os detalhes que tornam as coisas singulares.

Em outras palavras, a internet é sempre um meio para as relações, e não seu termo. Um pouco como Hakim Bey falava sobre a Rede apenas ser útil se agenciada para dinâmicas que residem fora dela. No caso da amizade, a Rede serviria como meio dos encontros acontecerem, e nunca de não ocorrerem. Como se, para muitos, ela conservasse os amigos à distância: sempre "amigos" – mas sempre à distância.
 
Anúncios

5 comentários sobre “Amizade, real e virtual

  1. A internet é realmente um meio e não o fim, mas as pessoas insistem em relacionar-se com a rede de forma leviana. Apesar de que os vários encontros de blogueiros espalhados pelo país vêm mudando esse cenário.
    Concordo plenamente quando ele afirma que se a relação não sai do âmbito virtual há algo de errado. Não precisa ser agora o encontro real, mas há de existir.

  2. Outro aspecto no qual pensei enquanto lia o seu post: as pessoas levam demasiadamente a sério palavras escritas. Sem as entonações e nuances de uma voz, elas ficam sisudas. Não à toa, fujo de quaisquer listas de discussão, que amplificam discussões inúteis que, se fossem travadas no ambiente mais amigável de uma mesa de bar, não suscitariam o aparecimento de tantos inimigos virtuais…

  3. É verdade, Inagaki e Bia. Talvez os dois comentários se encontrem chamando a atenção ao caráter “leviano” do uso da Rede. Ora, como usá-la sem produzir encontros, e como usá-la criando inimigos tão facilmente?

    Algo parecido c os “amigos” que conservam pela Rede os outros à distância. Como se por em uma discussão levando tão a sério as palavras, e ao mesmo tempo não aceitando criticas? Isso se encaminha para alguma autenticidade (como dizia o Ricardo)?

  4. Cara, são 9:40 e tenho consultório às 10, saio correndo agora, mas volto, que essa conversa muito me interessa, até porque vc falou algo muito interessante e acertado lá no meu post.

    Abração,

    Ricardo

  5. “No caso da amizade, a Rede serviria como meio dos encontros acontecerem, e nunca de não ocorrerem. Como se, para muitos, ela conservasse os amigos à distância: sempre “amigos” – mas sempre à distância.”

    É com isso que me bato, Catatau. Vejo a rede funcionando por demais como fim, e se for verdade que nós seres humanos tendemos à preguiça, à acomodação, e somos atavicamente propensos a apenas querer comer, dormir e fornicar, então a rede é mesmo um maná. Claro que ela traz inúmeros benefícios, inclusive possibilitando àqueles com qualquer tipo de transtorno fóbico-ansioso um certo nível de interação que de outra forma seria muito difícil. Quando li o seu comentário lá no post sobre amigos que só o são pela facilidade com que temos acesso a eles — via msn, google talk, skype e afins —, te dei toda a razão. A facilidade dos cliques nos permite resolvermos qualquer manifestação de ansiedade em segundos, não é? Claro, até o próximo surto de ansiedade que ocorrerá em 3, 2, 1… aconteceu!
    😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s