Com o dedo no gatilho

Queremos avisar ao mundo que aqueles que conduzem sua política externa utilizando a linguagem da ameaça contra o Irã devem saber que nosso dedo está sempre no gatilho, e temos centenas e mesmo milhares de mísseis prontos para serem lançados contra alvos predeterminados,

disse um general iraniano. Ontem, um ministério russo divulgou o seguinte informe:
Se em frente a nossas fronteiras começar o desdobramento real do sistema estratégico de defesa antimísseis dos Estados Unidos, seremos obrigados a reagir com métodos militares e técnicos, e não diplomáticos".
Os EUA seguem com o programa de escudos anti-mísseis, cruzando o aviso russo de ontem, com o iraniano de hoje. Por sua vez, o "aviso" iraniano teve por alvo outro "aviso", de Israel, que algumas semanas atrás fez uma gigantesca manobra militar. Para alguns, a manobra simulava uma invasão às instalações nucleares iranianas, que provavelmente ocorreria ainda esse ano.
 
O "aviso" russo considerou também uma proposta prévia, não aceita pelos EUA, de construir um sistema anti-mísseis conjunto. 
 
Finalmente, alguns dias atrás, o próprio presidente Lula advertiu sobre a reativação da "Quarta Frota" norte-americana. Inativa desde os anos 50 de plena Guerra Fria, agora volta a patrulhar os mares do sul. Por coincidência, em ocasião bem próxima à descoberta de novos poços de petróleo brasileiros. 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s