Profecia

Tempos atrás o Desobediente (sempre ele!emoticon) enviou um texto de Uri Avnery, intitulado "Não atacarão o Irã". O tom:

Quem quiser adivinhar se Israel e/ou os EUA atacarão o Irã, deve examinar o mapa do Estreito de Hormuz entre o Irã e a Península Árabe. Por ali, por um pedaço de mar de apenas 34 km de largura, passam os navios petroleiros que carregam entre 1/5 e 1/3 de todo o petróleo do mundo, inclusive o que sai do Irã, Iraque, Arábia Saudita, Kuwait, Qatar e Bahrain.

(…) Se Israel atacar sozinho, a operação será mais modesta. O máximo que os agressores israelenses podem esperar é destruir as principais instalações nucleares e conseguir escafeder-se sãos e salvos. Só tenho um pedido a fazer, pedido modesto: antes de começarem, olhem, por favor, mais uma vez, o mapa, no ponto onde está o Estreito que leva o nome (provavelmente) do deus de Zaratustra. A primeira reação, inevitável, se o Irã for bombardeado, será o bloqueio do Estreito de Hormuz. Já seria suficientemente evidente, mesmo antes das explícitas declarações de um dos generais iranianos do mais alto escalão, há poucos dias. O Irã controla o Estreito, em toda a extensão. Eles podem bloqueá-lo completamente, hermeticamente, com mísseis e artilharia de terra e naval. Se acontecer, o preço do petróleo disparará – para bem além dos 200 dólares/barril das estimativas mais pessimistas de hoje. Daí em diante, a reação será em cadeia: depressão mundial, colapso de todas as indústrias e explosão catastrófica do desemprego nos EUA, Europa e Japão.

Vale a pena ler o texto completo. Especialmente após uma notícia divulgada hoje:

Ao mesmo tempo em que seis potências nucleares divulgavam ontem um novo ultimato ao Irã, o comandante da Guarda Revolucionária iraniana, general Mohammad Ali Jafari, advertia que a república islâmica poderia bloquear o Estreito de Ormuz, uma importante rota de navegação na fronteira do país com o Iraque pela qual passam 40% das exportações mundiais de petróleo. (…)

***
E a petição contra o Projeto substitutivo do Senador Azeredo já passa das 100.000 assinaturas. Quem não assinou, vale muito a pena. Sobre o substitutivo, e sobre seus princípios.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s