Motivos para não votar em Beto Richa

Curitiba tem um panorama eleitoral muito interessante, em relação ao resto do país. Por aqui, reina uma dinastia de governantes que, de tão plena, faria desconfiar a própria profundidade da "discussão política" existente. E isso não significa que o caráter indubitável das administrações mostre que sejam boas. Talvez outras coisas, mais inconfessas, estejam em jogo.

Muito se disse, sobre a reeleição de Lula, que não é "democraticamente" saudável conservar uma mesma dinastia por muito tempo no poder. Muitos defensores dessa idéia naturalmente votaram contra Lula. Resultado? Boa parte são os mesmos que hoje votam a favor da reeleição de Richa. 

Richa faz parte de uma dinastia que governa Curitiba há anos. Foi vice-prefeito de Cassio Taniguchi. Muito se disse sobre os dois romperem ou não, quando estouraram alguns escândalos no Paraná, como o Caixa 2 de Taniguchi-Richa. A notícia do "rompimento" (real ou não) funcionou para "depurar" a candidatura de Richa a prefeito, e distanciá-lo de possíveis imagens negativas.

Dando continuidade a Taniguchi, Richa fez seguir alguns antigos padrões. A não licitação do transporte público de Curitiba, que pertence há anos a um grupo familiar, é o exemplo mais agudo. Outros acontecimentos controversos às vezes emergem, como as coincidências de obras na avenida Batel com a construção de um novo Shopping (cuja corporação encarregada é uma das financiadoras da campanha de Richa).

Uma rede de efeitos concretos se articula com as posições da prefeitura sobre urbanização e transporte. O fator mais notável é a precariedade do mesmo transporte público. Diversas linhas de ônibus, para maximizar os gastos, reduziram o tamanho do ônibus, e dispensaram nesses casos o uso de cobradores. Em vários horários andar de ônibus é insuportável: mais pessoas dentro do ônibus, e maior tempo de viagem são os efeitos mais notáveis.

Transporte público ruim impele sempre, ao indivíduo com um mínimo de condições, comprar um carro. O aumento da frota, em Curitiba, coincide também com a precarização do transporte público. É apenas o contra-efeito disso. 

Para agravar o efeito, Richa sinalizou os radares, atendendo ao descontentamento dos motoristas. Os radares, na capital paranaense, sao um assunto curioso: toda sua discussão se situou entre sinalizá-los (posição da prefeitura) ou contestá-los (posição dos rivais). Nenhuma posição intermediária, sobre por exemplo se fazer cumprir o Código de Trânsito Brasileiro. Por enquanto, a solução de sinalizar radares, e organizá-los em mapas, continuará alimentando considerações como esta: "Muito útil para você escapar daquelas multinhas chatas devido ao peso de seu pé em relação ao acelarador".

Isso, sem contar as bicicletas. O movimento bicicletada diversas vezes tentou comunicação com a prefeitura. Resultado? Durante o primeiro debate da Band, Richa claramente não soube distinguir uma calçada asfaltada de uma ciclovia ou ciclofaixa.

Como se vê, o critério de votação deste blogue é, principalmente, o do trânsito, e de certos significados públicos a ele ligados: a função "anti-pedagógica" dos radares e do transporte público ruim, e as relações entre a prefeitura e empresas ligadas à esfera pública.

Quanto aos outros candidatos? Não sugerimos nenhum (obviamente). Que o leitor escolha, caso concorde com algum dos argumentos acima. Apenas sugerimos, no fundo, que a discussão política deveria evoluir muito em Curitiba. Não teríamos, assim, campanhas tão estereotipadas.

Anúncios

9 comentários em “Motivos para não votar em Beto Richa

  1. Me pergunto por que este grupo político continua no poder. Imagino porque Ivo Arzua e Jaime Lerner (como presidente do IPPUC e depois como prefeit) tenham feito um excelente trabalho ao PLANEJAREM a cidade. Mesmo as posições políticas e desdobramentos do Lerner (principalmente como governador) sejam questionáveis, é inegável o bom trabalho na criação do plano diretor.

    Se Curitiba, ainda hoje, tem qualidades perante outras capitais brasileiras, deve-se ao planejamento de décadas atrás.

    Pergunto o que as gerações postetiores de prefeitos fez? Nada, além de maquiagem. Algum planejamento além de binários, reformas (destruição) de praças ou faróis do saber?

    Nada de novo na vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.

    Daqui a pouco seremos como São Paulo!

  2. “Motivos para não votar em B. Richa”: bom texto! Sobre a conversa dos radares, não é de causar espécie que um ex-reitor, atualmente candidato a prefeito, comprometa seu programa eleitoral com a idéia de que é preciso acabar com a indústria de multas e, de passagem, com os radares que atormentam os curitibanos? Onde a recordação de que o Brasil é um dos campeões de mortes em trânsito – o que, dadas as circunstâncias locais relativas à impunidade, é quase dizer que nos especializamos em um tipo de homicídio coletivo urbano? A discussão passa, a rigor, pela questão de fundo, mas não menos essencial, sobre os valores republicanos. E, desse ponto de vista, o debate entre os candidatos deixa realmente a desejar, como ressalta a nota não assinada acima.

    RE: De fato, é isso, foi interessante o Moreira chamar a atenção às “caixas pretas”, muito embora ele claramente se pôs contra os radares, para não desagradar certos eleitores…
    Sem contar o quanto a discussão política, como você bem chamou a atenção, se desvia das questões “de fundo” em nome de uma espécie de proposta “realista” (no sentido de se considerar auto-suficiente sem apelo a debates partidários e visões de país), mas que é ingênua e rasteira

  3. Amigo catatau,

    Aqui em Belo Horizonte temos também um cenário de eleições digno de análise. Contamos com uma quase chapa única na disputa pela prefeitura, o candidato da aliança PT PSDB, Márcio Lacerda, que pode vir a ganhar ainda no 1º turno.

    Algo que tem sido bastante comum nessas eleições Brasi afora, não sei se em Curitiba também está assim, é a fuga do debate político como manobra para evitar serem trazidos à tona aspectos como caixa 2, e adjacências…

    Abçz.

    RE: Agora esse negócio de aliança entre PT e PSDB é algo hilário, não é mesmo? A considerar o panorama de várias outras eleições…

  4. O povo deveria analizar o seguinte:político não é bonzinho desde o grande império romano ou outros..
    Outra:como o povo é burro!!
    De um lado aqui em Ctba é bonitinha e boazinha,aplausos:plac´plac,plac..nojo!!!
    De outro a mulherada cai matando no engomadinho ohhhh…plac,plac.
    Pois é,kd o tal povo da capital de 1° mundo que não se lembra de parentes,funcionários fantasmas e recebendo ainda na assembléia e q foi comparado com a assembléia de Alagoas..em zona,unf!!!
    1° mundo uma ova é província e sempre o será com concessionárias da gestão Lernista e tudo mais!!!
    Resultado:babação de ovos de um lado e outro é branco neles..

    RE: Não sei, Marcão: seria o branco a melhor proposta? Não representaria tirar o time de campo, e abster-se do debate?

  5. Se Beto não é um grande planejador fez muito bem o trabalho de executor. Com com quem conversei, todos elogiaram suas bem-feitorias. Claro, nem de longe o governo foi perfeito, teve muitos problemas e o crescimento da cidade nos últimos anos não foi planejado. Infelizmente há também os seus esqueletos no armário, assim como possuem os partidos do nepotismo e do mensalão. Beto ganhou porque apesar do que foi dito, fez muito mais do que o Taniguchi fez em dois mandatos e porque não tinha adversário a altura. Gleise peca por ter pouca experiência em cargos públicos e Moreira, que é pouco conhecido, e que o conhece diz que colocou a UFPR no buraco. Sem dizer que o candidato do PMDB calcou muito suas propostas na ajuda do governo, que todos sabem que só vai durar mais 2 anos. Se Curitiba precisa de planejameto, nem Gleisi, nem Moreira eram os mais indicados para a tarefa.

    RE: Se Curitiba precisa de planejamento, e Beto pecou no planejamento (“o crescimento da cidade nos últimos anos não foi planejado”), é então Beto o mais indicado para a tarefa?

  6. POIS É!
    ESTÁ tendo uma correntes por aí que a tarifa de ônibus vai aumentar p/ 2,30 se eu não me engano e aí minha capital de 1° mundo como explicar isto?
    SE isso for verdade agora aguenta o fica,fica,ficou…blá,,blá..blá…povo burro!!
    Agora fica esta zona mais falta de planejamento e inchaço da cidade,nojeira!!

  7. Passando aqui agradecer o link de entrada.

    Amei o artigo, realmente alguem com um bom ponto de vista em relação ao Beto Richa e suas cruzadas eleitorais sujas. Estaremos perdidos em 2010, pois ele vai virar governador, com apoio de mais de 60% de Curitiba. ;/

    Pena que minha intenção de fazer o post no meu blog foi totalmente diferente do que você utilizou neste artigo.

    Do jeito que está parece que eu estou fazendo apologia a malemolência e o “jeitinho” com os radares. Do tipo “Olha só! Usem isto para escaparem de multas ahahahaha! Metam o pé no acelrador e parem antes desses radares!”. Pelo menos para mim isto ques soou sua citação.

    A intenção do post foi mostrar um serviço interessante que fizeram utilizando google maps, apenas isto.

    RE: Tua crítica procede, Julio!
    Mas notemos que o tipo de frase que você empregou, mesmo não sendo posição sua, é bem representativa da opinião de muita gente. Daí a citação no texto.

  8. É engraçado ler este post tão depois.

    Também já andei especulando no meu blog sobre o reinado da dinastia.

    Votei no candidato do PV – Maurício Furtado, e na legenda para vereador (o que já me deu muitos tipos de arrependimento, porque o partidinho foi pra órbita e tio Richa).

    O PT desistiu de tentar significar alguma coisa já faz tempo.

    Já estão articulando um apoio ao Osmar Dias, com a benção do planalto. Tudo para tentar azarar o favoritismo do Beto Richa.

    Também não concordo em branquear ou anular o voto. Mas está cada dia mais difícil escolher um partido. A voz do eleitor não é ouvida, nosso sistema político é blindado contra a participação popular, e nós temos preguiça de romper com essa tradição elitista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s