A gravação da gravação

Ontem uma notícia muito curiosa circulou na mídia: uma gravação com declarações do delegado Protógenes Queiroz diante da alta cúpula da Polícia Federal demonstraria o que seriam "indícios" do acesso de Queiroz a espionagens do gabinete de Gilmar Mendes.
 
Cabe lembrar o motivo: os duvidosos habeas corpus concedidos a Daniel Dantas, após o episódio dos 1 mi concedidos para favorecer o banqueiro (apreendidos em espécie).
“Nós sabíamos que tinha um HC já preparado, outro HC que estava sendo gestado no gabinete, no Supremo Tribunal Federal. Em escritório de advocacia, isso é um trabalho de inteligência", declarou Queiroz na gravação.
Se gravações mostram que um ministro do STF favoreceu um envolvido em operações duvidosas sobre tudo o que há de público no país durante os últimos anos, após a materialidade de 1 milhão de reais apreendidos para limpar tal envolvido, esse é o menor dos problemas. Afinal, gravações mostram que o delegado agiu criminosamente, utilizando… gravações.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s