Cinco livros sobre o Brasil

 A imagem “https://i0.wp.com/www.capivaraeditora.com.br/imggrandes/debret_br_gr.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

A Capivara Editora orgulhosamente apresenta o primeiro catálogo raisonné da monumental obra brasileira de Jean-Baptiste Debret, o mais famoso artista estrangeiro a pintar o Brasil mo século XIX. Com 708 páginas e mais de 1.300 imagens, este volume ilustra a totalidade dos trabalhos do artista, que os autores conseguiram identificar e descrever como resultado de uma longa pesquisa.

As centenas de óleos, aquarelas, desenhos e gravuras, produzidas por Debret nos 15 anos passados no Brasil (1816-1831), estão reunidos neste volume, para permitir uma visão completa da obra do pintor que "inaugura entre nós a história da vida privada em imagens" na feliz expressão de José Murilo de Carvalho, autor do prefácio.

São mais de 200 obras inéditas, e quase todas as imagens estão reproduzidas em tamanho maior que em qualquer outra publicação sobre Debret. Só se conheciam até hoje nove quadros a óleo pintados pelo artista francês no Brasil, e este volume revela seis novas pinturas descobertas recentemente pelo autores.

É o maior livro já publicado sobre um artista do século XIX no Brasil e apresenta também 87 obras cuja atribuição a Debret foi rejeitad ou questionada pelo comitê de autenticação formado para este livro. [pesquisa de preços, compra na Cultura]

 

A imagem “https://i1.wp.com/www.capivaraeditora.com.br/imgsite/detalhes/capa_frans_post.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Trata-se do primeiro levantamento da obra completa do artista publicado no Brasil. Frans Post é não somente o pintor pioneiro da paisagem brasileira como também o primeiro paisagista das Américas. Toda a obra conhecida de Post é apresentada neste livro em mais de 400 ilustrações a cores, que reproduzem 155 óleos, 57 desenhos e 35 gravuras, espalhadas em museus e coleções particulares em todo o mundo.

Com a ajuda de especialistas internacionais, os autores reuniram neste volume a súmula do que se sabe hoje sobre este artista fundamental que inaugura a pintura no Brasil. [pesquisa de preços, compra na Cultura]

 

 A imagem “https://i1.wp.com/www.capivaraeditora.com.br/imgsite/rugendas_brasil.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Publicação comemorativa, com toda a obra dedicada ao Brasil deste magistral artista viajante, e para tal empreitada convidou os especialistas em Rugendas Pablo Diener e Maria de Fátima Costa. O resultado foi esta obra definitiva que oferece uma compilação integral da obra que dedicou ao nosso país, além de um análise contextual dos seus desenhos, aquarelas e óleos, relacionando-os entre si e com sua biografia. [pesquisa de preços, compra na Cultura]

 

A imagem “https://i1.wp.com/www.capivaraeditora.com.br/imgsite/capa_caricaturistas.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Do chargista Angeli para trás, até Araújo Porto Alegre, o livro "Caricaturistas Brasileiros", magnífico no seu aspecto visual, é muito preciso e bem escrito. Seu autor teve o cuidado de não exagerar nas informações biográficas, deixando que os desenhos falem por si, dentro de uma diagramação limpa e bem pensada.
A escolha dos 40 desenhistas que figuram no volume foi feita com critério e são compreensíveis as poucas omissões, considerando que Pedro Corrêa do Lago não tencionava escrever uma enciclopédia sobre o assunto.
A publicação traz ainda uma breve explanação sobre as diferenças narrativas entre charge, Cartum e caricatura, dando chave importante para a compreensão do ofício do desenhista de humor.
Rico em exemplos e descrições sobre as técnicas de impressão, o livro cria um painel claro sobre a história do grafismo na imprensa brasileira. Outro ponto alto é a perfeição com que o autor enumera os caricaturistas principais e comenta a influência que causaram em suas respectivas gerações. Desta maneira entendemos a história da caricatura dividida em cinco fases cujos iniciadores – Ângelo Agostini, Julião Machado, Guevara, Millôr (Steimberg) e Trimano – foram as fontes de onde beberam seus contemporâneos. Temos assim um levantamento abrangente da evolução do desenho. [pesquisa de preços, compra na cultura]

E um achado:
 

 

Algum internauta muito bem intencionado disponibilizou, na web, a última edição (esgotada) do Catatau, livro de Paulo Leminski. Em formato pdf.

Duvido se existo, quem sou eu se este tamanduá existe? Da verdade não sai tamanduá, verdade trás, quero dizer: não se pensa, olhar lentes supra o sumo do pensar! Dá para ouvir o cúmulo das excelências falarem num búzio contigo, baixinho, que as escalas vão queimar sua última oitava, de tal forma que ao dizer teu nome, silêncio o faz. A cabeça furam de cáries. Um, coco roído de formigas. Nestes climas onde o bicho come os livros e o ar de mamão caruncha os pensamentos, estas árvores ainda pingam águas do dilúvio. Penso meu pensar feito um penso.

Anúncios

Um comentário sobre “Cinco livros sobre o Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s