Teerã pretende recuperar a paternidade de seus grandes pensadores

Photobucket
 

Você sabia que o filósofo Avicena e o poeta Rumi eram persas? As autoridades culturais iranianas temem que os grandes pensadores, poetas, filósofos e cientistas de origem persa não sejam "recuperados" de outros países, relata o Tehran Times.

"A organização responsável pela herança cultural iraniana decidiu empreender medidas para impedir outros países de se apropriar de pensadores iranianos", explica o jornal iraniano. Dentre as iniciativas, está a de criar os prêmios Avicena, Al-Khwarizmi ou Al-Kashani.

O Irã pretende também organizar conferências portando seus nomes e criar um museu dedicado a suas personalidades. Em 2007, o governo iraniano ficou à sombra de uma iniciativa da UNESCO. A organização celebrou os 800 anos do poeta Rumi por iniciativa do Afeganistão, Egito e Turquia, sem o Irã.

"Avicena, o filósofo Al-Farabi e outros pensadores iranianos foram considerados como de origem árabe ou asiática nos textos ocidentais e árabes nos últimos anos", lembra o jornal. [Clipping/tradução livre: CourrierInternational/ Créditos da imagem]

Anúncios

Um comentário sobre “Teerã pretende recuperar a paternidade de seus grandes pensadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s