De hora em hora

Nesta semana celebramos o "Dia Mundial da Água". Com o assunto "ecologia" em alta, celebraremos dia 27 de março a "Hora do Planeta": um movimento de massa que apagará as luzes entre 20:30 e 21:30, no mundo inteiro, em gesto simbólico relativo à energia e aos assuntos ambientais.

Essas datas são muito interessantes, especialmente se considerarmos que eventos assim se instauram diante de certa escassez ou raridade: gastamos muita água e energia, somos ambientalmente irresponsáveis. Mas tudo parece funcionar, na economia abstrata dos chavões: comemoramos ou realizamos uma ação para "salvar" ou "nos conscientizar" sobre "as" águas, "a" ecologia, "a" energia.

Mas talvez isso não tenha outra função senão aquela descrita por Freud, a da criação de rituais sociais amplos como um modo de sublimar nossa própria selvageria. Criamos uma hora na qual agimos – com o consentimento geral – conforme nossos princípios e consciência; isso nos ajuda em todas as outras horas quando, longe do olhar alheio e do assunto em evidência, podemos agir de forma contrária sob o comodismo ou a  justificativa cotidiana do "natural" e do "inevitável".

Até a próxima "hora do planeta"!

Anúncios

4 comentários em “De hora em hora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s