Ano novo

Desde algumas semanas o trânsito estava infernal. Horas na BR 101, 116, na cidade. No metrô, às 6:30 da tarde, ninguém mais suportava o olhar e o odor alheio. O rebuliço se repetia Brasil afora… e de repente tudo começa a se esvaziar.

Dá até para ouvir o barulho dos pássaros na rua. E cada vez mais pessoas se desprendem da Web, como folhas caindo da rede chacoalhada. Até os políticos que no ano seguinte trocarão ofensas e bravatas se despedem com cumprimentos surpreendentemente respeitosos.

É hora de repouso, de paz, de esperança… A ponto de qualquer leitor reconhecer nesses motes antigos clichês, porém adotando-os por algumas horas ou dias como um alívio.

Amanhã é ano novo e em todo lugar qualquer um, pelo menos por alguns momentos, clama pela novidade.

E se essa mesma sensação se propagasse? Essa é a pergunta que fica, junto com nossos desejos de um feliz ano novo a todos 😉

Anúncios

Um comentário sobre “Ano novo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s