Mudanças climáticas, cada vez mais radicais

No Guardian (segundo vários meteorologistas):

Uma combinação de fenômenos climáticos anormais resultou [em 2010] no ano mais quente, mais úmido e, em muitos casos, também o mais seco e frio da história registrada.

 Conforme o parecer dos ingleses, 2011 segue pelo mesmo caminho, com registros de drásticas mudanças.

É curioso como isso tudo não se reflete amplamente nas vidas privadas, a despeito de tanta propaganda (desde diversas hipocrisias da "responsabilidade ambiental" até o noticiário geral). Claro, hoje há filtro em usinas e leis ambientais no papel. Mas de um modo geral tudo ocorre como se, entre a "imagem" e a "realidade", existisse uma barreira absoluta. A despeito de tantas mudanças propagadas, os padrões ordinários de consumo e a vida cotidiana permanecem como estão, salvo alguns caprichos publicitários.

Em suma, não vivo como se tudo isso ocorresse à minha volta. E não obstante as mudanças mais drásticas se insinuam a cada ano com maior generalidade, cada vez "mais perto". 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s