A educação e seus desempenhos

Ontem o Brasil nos ofereceu, dentro do mesmo contexto, algumas notícias muito curiosas.

Em primeiro lugar, a lista das "Facul" com desempenho zero: 90 faculdades com nenhum aluno aprovado no exame da OAB. Vale prestar atenção ao modo de apresentação desses dados pelos diversos veículos de imprensa.

Como salientou muito bem um comentador, certamente a avaliação é uma questão sempre importante. Mas o caráter gritante do número de reprovações diz respeito a algo mais (por ex. a fiscalização efetiva do MEC), não raramente passado em branco e que mereceria boas discussões. E outra: não se comparou o que difere as instituições mais bem sucedidas das outras.

E em segundo lugar, Amanda Gurgel, a famosa "professora indignada", recusou um prêmio do setor empresarial. Antes de Gurgel, nenhum professor havia recebido tal prêmio, curiosamente oferecido a realizações na educação. Vale ler a resposta da professora. Curiosamente a repercussão disso na grande imprensa foi quase nula (vale imaginar como seria no caso contrário).

Finalmente, ontem houve uma grande marcha de professores no RJ. As reivindicações, o leitor já conhece há tempos – um bom índice sobre o quanto as coisas mudaram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s