O Exame da Ordem e os Treineiros

Diante do resultado incrível de apenas 1 em cada 10 avaliados pelo exame da OAB serem aprovados no último exame, diversas faculdades com desempenho zero começaram a empregar uma curiosa justificativa: o índice de 100% de reprovação em mais de 90 faculdades se deve à presença de treineiros.

É um argumento bastante curioso se comparado ao uso de treineiros por cursinhos no vestibular, tempos atrás: antigamente diversos cursinhos, ou mesmo cursos normais, exibiam seus treineiros aprovados, tentando mostrar a todos sua "qualidade" de ensino.

Hoje o tema inverteu: os treineiros não são mais exibidos como a vitrine do sucesso, mas a justificativa do fracasso, como se diz em termos "empresariais".

No contexto da Ordem, anos atrás foram reivindicações das formações que tornaram o acesso de treineiros possível:

O presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, avaliou a novidade como benéfica. "Era uma antiga reivindicação dos estudantes de direito. É muito comum os candidatos ficarem nervosos e o treino pode ajudar o bacharel, quando a prova for efetivamente válida", afirma ele [em 2005, ocasião do primeiro exame de treineiros em SP].

Reivindicações que não foram recebidas sem protesto por setores da própria Ordem:

Na opinião do conselheiro, haverá grandes problemas caso a medida se espalhe por todo o país. Esse será o primeiro passo para que as faculdades de Direito descompromissadas com a qualidade do ensino jurídico se agigantem para desmoralizar o Exame de Ordem?, afirmou ele. [Ussiel Tavares no fim de 2004]

Em um primeiro momento o exame foi então interditado a treineiros. De todo modo, a adesão inicial, ao contrário da declaração acima, foi tímida. Depois, como nós mesmos presenciamos, a adesão se tornou relativamente generalizada.

O que põe a pergunta: se a OAB aceitou treineiros por certa pressão política do público interessado, ou de repente da  própria "indústria" em torno do exame (cursinhos – cursinhos?? -, apostilas, etc., todo um mercado privado), o que explicaria agora a justificativa generalizada dos treineiros por índices zero?

Nesse contexto, são muito curiosas as comparações entre o exame da Ordem e o Enade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s