O Vereador Burro critica a Educação

Segundo o democrata Dario Burro, vereador de Jacareí pelo DEM, os professores não gostam de dar aula e só alimentam a hipocrisia de um sistema hipócrita. Em suma: são "inúteis" (sic).

Como vereador, Dario Burro não fala sozinho e suas palavras não são vazias:

– Elas representam não apenas a opinião pessoal do vereador, mas também seu eleitorado

– Elas mostram – direta ou indiretamente – certo compromisso público do vereador, inclusive para com a educação

– Elas carregam consigo certa perspectiva de país.

Qualquer político pode criticar a educação brasileira. Inclusive qualquer professor concorda que a educação brasileira inteira deveria passar por uma grande crítica para não repetir mais tantas práticas que só empurram o país para trás.

E é aí que Dario dá com os burros n’água. Sua "crítica" aos professores carrega consigo certa perspectiva de educação e o papel dos gestores e políticos (dentre eles, Dario Burro) frente a ela: isto é, a crítica não veio por exemplo em forma de uma intervenção junto à câmara ou à secretaria de educação para melhorar as condições de ensino e criar um sistema educacional eficiente.

A crítica mesma retroalimenta o sistema que critica, colocando Burro no papel efetivo de um político que utiliza uma pretensa crítica para recobrir certa omissão que, quer queira quer não, envolve sua própria política. Quando Burro critica a educação e a "inutilidade" dos professores, põe em primeiro plano o próprio papel, pois se a "tese" dos professores serem inúteis é correta, a responsabilidade toda recai nos gestores, estes sim os verdadeiros agentes da manutenção de tanta inutilidade.

Sem querer, a crítica de Burro, unida à sua ação política travestida de inexistência de ação, acaba refletindo certa perspectiva de educação bastante efetiva: a do descaso dos políticos e ausência de medidas eficientes para que os alunos aprendam e os professores possam ensinar com qualidade.

E mais: tantas declarações de Burro não foram criticadas pelos colegas da Câmara. Indiretamente isso também tem um papel político claro e reforça o parágrafo acima. É tudo "inútil" mesmo.

Anúncios

Um comentário sobre “O Vereador Burro critica a Educação

  1. Enquanto isso, em Minas Gerais, a secretaria de educação contrata substitutos para o último ano do segundo grau já que os professores em greve há dois meses…
    Digamos que a truculência dos Burros da vida, às vezes vem a calhar para esclarecer as coisas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s