O Brasil e seu “antigo regime”

O Caixa-Zero publicou hoje uma notícia curiosa (para não dizer outra coisa): recentemente uma doméstica foi condenada por roubar 120 reais do patrão. Ela foi punida com o rigor da lei, mesmo que o valor não seja tão expressivo assim.
 
Mas se você é um político não terá tal sorte, diz a notícia. Dois casos o comprovam: irregularidades na alçada dos milhares na campanha de Valdir Rossoni (PSDB) foram perdoadas no Paraná. E o mesmo para a suspeita de irregularidades na apresentação de contas de dois ex-governadores, Orlando Pessuti e Roberto Requião (PMDB).
 
Mas ainda ontem e no Paraná a esposa de João Cláudio Derosso (presidente da Câmara de Curitiba, do PSDB) não apareceu para depor na Câmara alegando "motivos de saúde". Derosso é acusado de favorecer a esposa e parentes com licitações viciadas, jornais fantasmas e nepotismo direto e cruzado. Os montantes ultrapassam milhões em dinheiro público.
 
Contra Derosso se posiciona, dentre outros, a vereadora Renata Bueno (PPS). É curioso notar que Bueno adquire relativa visibilidade em todo o caso, a despeito de outros políticos mais ativos, como o dep. federal Dr. Rosinha (PT) e a ver. Prof. Josete (PT). Mas no meio do fogo cruzado, o próprio Derosso já fez acusações contra Renata Bueno, por ser a vereadora que mais gasta em viagens. Durante 2011 ela foi por exemplo à Itália, segundo ela mesma para "formalizar contatos" entre a UFPR e uma universidade de Roma. Derosso diz que tais contas deveriam ser revisadas.
 
Finalmente, em nível nacional 265 deputados votaram contra a cassação de Jaqueline Roriz. Rigor algum foi aplicado diante da presença das imagens de Roriz recebendo pilhas de dinheiro do "mensalão do DEM".
 
Lá no post acima o Caixa-Zero dizia: 
Um dos princípios básicos da Constituição brasileira (e de toda democracia que se preze) é que todos somos iguais perante a lei. Sem isso, caímos no antigo regime, em que uns tinham direito divino a certos privilégios, enquanto outros estavam condenados a nunca ter certos direitos.
Se o "antigo regime" existe ou não, vejamos o que disse tempos atrás um viajante:
Polícia e justiça são bastante ineficientes. Se um homem pobre comete assassinato e é pego, ele será aprisionado e talvez até levará um tiro; mas se ele é rico e tem amigos, ele pode crer que nenhuma consequência muito severa vai acontecer. (…) Com essa inteira falta de princípio em muitos dos principais homens, com o país repleto de funcionários turbulentos e mal pagos, as pessoas ainda acreditam que uma forma democrática de governo pode ocorrer!
O viajante é Charles Darwin, passando por aqui em torno de 1831.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s