Os defensores da ética

https://i1.wp.com/i292.photobucket.com/albums/mm7/catatando/brasil5.jpg

Veja, em 2007:

Eles são poucos. Mas é quase tudo com que os brasileiros podem contar no Congresso para que os interesses particulares não dominem totalmente a política.

E sobre Demóstenes Torres,

Outros dois senadores têm aparecido como sentinelas avançadas da sociedade brasileira (…) O outro é o incansável senador Demostenes Torres, do DEM de Goiás. No Conselho de, digamos assim, Ética do Senado, ele é uma das únicas vozes a exigir investigações sérias e denunciar as manobras para absolver sem apurar. Demostenes Torres entende o que muitos senadores fazem questão de não ver: o Senado está se desmoralizando numa velocidade avassaladora. A esperança que resta é que esse pequeno conselho de mosqueteiros da ética consiga derrotar as malandragens do grande Conselho de, digamos assim, Ética do Senado.

Agora, reler o Tio Rei é impagável. Em “A Coragem de Demóstenes”, de 4/6/11, sobre “aquele Demóstenes” que está “acostumado a admirar”:

Está entre as pouquíssimas vozes do Congresso que dizem o que pensam com clareza, sem temer os “aiatolás” de causas privadas tornadas autoridades públicas.

O exercício é curioso e vale a pena, basta ver a timeline do Google ou do Google News.

Se bem que… para tão alto baluarte da “ética” na política ter sido relativamente abalado, há aí muita coisa mal explicada… E enquanto essas inúmeras “muita coisa mal explicadas” não vierem à tona com toda sua maquinaria, nosso jornalismo continuará nos deixando como moscas, sempre tonteadas em cada nova “notícia”.

Anúncios

Um comentário sobre “Os defensores da ética

  1. É impossível este pas de deux: éticaXpolítica. Se Deus for candidato a qualquer cargo político, isto é um deus falso. Paremos com esta inominável tolice:procurar político ético. Todos se parecem com Chaves, Lula, hitler, Mussolini, Fernando Henrique… Faço pausa. Ponho em suspenso dois nomes, maus políticos, “sem jogo de cintura”, são eles: Dilma Roussef e Itamar G. franco. Todos os demais, sem excessão, defendem a ética de… queria
    dizer Fernandinho Beiramar. Mas não quero se injusto com Fernandinho. Sua ética intocável. Buscar o Mau absoluto é tão ético quanto buscar o Bom absoluto. Os demais, são os demais. A tautologia define-os.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s