O futuro da educação brasileira

Segundo a Folha, o baixo desempenho dos alunos do Ensino Médio obriga mudanças na educação.

E para mudar, o governo empregará a famosa (ou nem tanto) Lei da Lei Seca: uma lei, regra ou prescrição é mal aplicada ou fiscalizada no Brasil? Mudemos então a lei, e não o princípio de sua aplicação ruim! Simples assim, a nova lei poderá continuar mal fiscalizada como a anterior, pois o problema não estava na regra e sim em sua aplicação (ou fiscalização).

Se os índices mostram que os alunos vão mal, o que fazer? Mudar a contabilização dos índices, ora bolas. Sem mudar os salários dos professores ou propiciar melhor estrutura física e condições a alunos e professores, basta mexer uns pauzinhos. Segundo o quadro da Folha, fica assim:

https://i1.wp.com/i292.photobucket.com/albums/mm7/catatando/12228882.gif

Vale repetir: o quadro acima foi proposto porque a educação não vai bem. Ele serve para melhorar a educação, deixar os alunos mais inteligentes, conhecerem melhor assuntos que, segundo o MEC, não merecem mais o ensino.

Disso é só imaginar como o MEC reorganizará o quadro, quando “descobrir” que a educação piorou mais ainda. Mas só se até lá nossa capacidade de imaginar ainda existir, claro.

Anúncios

2 comentários em “O futuro da educação brasileira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s