Políticas do clima

 

São 22h e olho o termômetro: 25 graus. Chegou a época das quedas de luz, da dengue e da falta de abastecimento de água. A máfia dos caminhões-pipa lucrará mais do que nunca. A conta de luz terá cobranças indevidas. Vários preços aumentarão. Enfim, é verão.

Dizem que tudo isso se deve ao aquecimento global. Outros dizem que as temperaturas nem aumentam tanto assim. Mas parece que ambos os lados do debate não enxergam algo: o projeto civilizatório brasileiro (se há algum) tem criado cidades muito quentes.

Ou então, basta abrir a janela, olhar para a rua: as árvores mais altas já são velhas, não raramente enforcadas por concreto colocado ali não faz muito tempo. As novas ruas e calçadas são estreitas. Moradias e estabelecimentos são, via de regra, concretados. Cimento e asfalto por todo lugar. E, para compensar o calor, um mundaréu de aparelhos de ar condicionado (a contribuir com o fenômeno das ilhas de calor).

Já chamaram o Brasil de paraíso, lugar de clima tropical. Mas os brasileiros que aqui viveram sempre tiveram vento, árvores e água em abundância. Mesmo o matuto colonizador criou estratégias, mais ou menos voluntárias, para enfrentar o clima. Mesmo casa sem eira nem beira tem janela grande e teto alto, para não contar as varandas e outros ítens.

De duas ou três décadas para cá, mas sobretudo atualmente, algo mudou. O brasileiro perdeu certa sensibilidade. O corpo sua, a rua é insalubre, os dedos se prendem ao smartphone e ao celular enquanto a cabeça pensa em outras situações ou lugares.

O brasileiro cria a galope, para si mesmo, um ambiente bastante hostil para habitar.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s